No Brasil um tipo de terapia tem chamado a atenção por estar ajudando na resolução de conflitos, na solução de problemas e também no tratamento de doenças: a Constelação Familiar. Já autorizada no Sistema Único de Saúde – SUS – e também usada em vários tribunais de justiça do país

Essa técnica foi desenvolvida pelo filósofo, pedagogo e teólogo alemão Bert Hellinger, diz que todas as pessoas estão conectadas por uma memória familiar. E que essas lembranças podem ser passadas de geração para geração.

A Constelação Familiar revela os padrões de comportamento das famílias, grupos familiares ou grupos de trabalho. Durante a sessão, colocamos luz sobre sentimentos, acontecimentos reais, sintomas físicos ou emocionais, com o objetivo de olhar para as dificuldades ou doenças desde sua raiz ancestral.

As Constelações servem ao fluxo da vida com toda a sua propriedade e função pois trazem clareza ao indivíduo que compreende seus processos individuais e os seus códigos mentais e emocionais herdados da família.

Através da ampliação sistêmica deste conceito, puxamos do inconsciente toda a sorte de comportamentos e sintomas físicos para o campo de manifestações consciente e podemos olhar com clareza o nosso código pessoal e colocá-lo em ordem, colocando o nosso padrão vibratório em máxima potência, trazemos abundância para o ser inteiro.